quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Notas de um amor



"....Eu queria você e as suas coisas, todas.
 Passado, itinerário e presente.
 Queria que você entrasse na minha vida com todos os raios de sol. Você e a claridade das manhãs . Você e seu coração honesto e precavido. Você e seu mundo correto. Eu queria isso para mim. Acordo e estendo a mesa para o café. Olho as travessas brancas. Você entre nós, adentrando nossas vidas delicadamente. Escrevo indo e vindo, rubricas, anotações, notas de um amor".


Neusa Doretto

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Foco




Acho que vou amanhecer
medindo o chão das minhas ilusões
porto
onde vivo
e convido
para hoje
para amanhã
ou
para um dia

Enrolada em sonhos
Eu sirvo poesia




NDoretto



sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Viável

























O mundo pode ser novo quando eu quero que seja
Quando eu mudo a direção do meu olhar
Quando eu
entro em alguém
Ou deixo
alguém entrar




 
 
 
Neusa Doretto

domingo, 22 de novembro de 2009

Sem palavras



















Tenho ciúmes das coisas que leio e não são para mim.
Da fantasia que bóia nos teus olhos e queima corpo adentro.
Da estrada que não conseguistes encontrar.
Tenho ciúmes de ti porque nunca estivestes em meus braços.
Porque se minha boca tivesse mordido a tua, eu não teria ciúmes. Teria loucura.


(" Há de haver um lugar
Um confuso casarão
Onde os sonhos serão reais
E a vida não" C.Buarque)



Neusa Doretto




sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Valente















Gosto do amor que abre e sabe
Que incendeia
Do amor valente (bem mais que a gente)
De asas flechas e flores
Sexo quartos e corredores
Amor que repete amo amo amo
(e sendo pouco)
é pra sempre sempre sempre
Gosto do assalto
Mãos ao alto
me dê seu coração
dá ou morre
sim ou não?

Neusa Doretto
imagem NBernardo



domingo, 15 de novembro de 2009

A
língua quente entre as tuas pernas

não é sede

não é fome

A
língua quente entre as tuas pernas

é músculo

que lambe e entra

ou um amor

que te experimenta

Experimenta

experimenta

xperienta

perienta

erienta

rienta

ienta

enta

nta

ta



neusadoretto

















Tenho fantasia
grudada
na
alma
Puxando melando por onde ando


(foto NBernardo)

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Perecível
















Eu não guardo poesia.
A Poesia é dura. A Poesia não se molha.

A Poesia não estraga.
Ela não precisa ser guardada.

Eu preciso. Eu estrago.





Neusa Doretto_________________________

Náufrago






















Toda vez que um amor acaba
O coração bóia na água parada

Roxo
frio

Em alto-nada.







NDoretto

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Mudez




















Estou com dificuldade para falar de amor
ou saudade
O coração está cego e enxerga com as mãos
O Sentimento
Sem adereço ou moldura

Aquilo chamado loucura




Neusa Doretto____________
Foto:Galeria Obstinato-Flickr

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

crimes delicados



Para uma vidinha crocante
safada o bastante
tenha
sua massa mexida
no ponto
e
por dentro
um sentimento
mas
sem tamanho algum

para comê-los todos
um
a
um



NeusaDoretto

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Abraço


( Foto de Alves-Flickr)
Um abraço
quente
alegra
e não leva o bom da vida
nem o mistério
do amor solto no ar
que é
um balão
imenso
para
soltar!



Neusa Doretto

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Andares

Preciso antes

comer com os olhos

O coração tem essa fome

de olhares

Admirar detalhes

Os outros pares

e

andares

do

seu

corpo

Neusa Doretto

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Histórico




que me deixo levar
nas suas costas
pelos seus galanteios
mesuras
e outros meios
que
sem freios
me
rendo
e
pendo
de
amor
que importa se distante.......................... se tão cativante?




Neusa Doretto

domingo, 13 de setembro de 2009

Erótico




A Língua quente entre as tuas pernas
não é sede
não é fome
A lingua quente entre as tuas pernas
é músculo que lambe e entra
ou um amor
que te experimenta
experimenta
experimenta
xperienta
perienta
erienta
rienta
ienta
enta
nta
ta
.
.
.
.
.
neusadoretto







domingo, 6 de setembro de 2009





O amor
tem tamanho
pernas

É castanho
dorme
come
e toma banho

Tem
peso
altura
sangra
dói
e cura

-Você procura?



NeusaDoretto

sexta-feira, 28 de agosto de 2009



Estou sozinha
há tanto tempo
que no momento
não sei de parceria
nem de histeria
ou ciúme louco
e mais um pouco
mando para os ares
o amor
e seus olhares
agora
e por hora
sem mais
pra sempre


Neusa Doretto

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

simplória



Mordeu a vida toda em 10 minutos
sexo bom e analfabeto
sob a lua de curvas
colunas
e reto.

Gemeu grunhido
desgrudou-se do mundo.
Pegou a felicidade pela mão
e foi embora
que por hora
é o que tem
e não vive
sem.



Neusa Doretto

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Sabotagem



Ainda não sei escrever um sentimento
cujo estado natural
é o de vibrar sob a pele e trincar as palavras


Como não sei amar
porque não acaba o que eu tenho




Estou na sua vida
ou não
-A que venho?




NEUSADORETTO


segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Banal




Nada a perder.

E
do
estado
líquido
em
que
estamos

O
gasoso
pode
envolver
num perfume

e
o
sólido
dar
um
prazer
e
um
certo
volume!








sábado, 15 de agosto de 2009

Isto



O
sentimento
vem de dentro
sai pela boca afora
em beijos e risos.

Efeitos colaterais
encontros consecutivos


Paixão
frisson dos seres vivos




Balada


Rasgou.
Não costuro mais.
Visto outra roupa
para dançar o improvável.


A poesia pára com o ruído da feira
que vende o verde
oferece o fresco
dá o troco da vida.
O estômago
mais forte que o coração
chama a fome
que vai lá e come.

-Queres comer meu amor assim?_______



-Isso
da alegria passa
sem
deixar
pegada
alguma
E o grande amor
da vida
é uma pele exposta ao sol
Que doura
embeleza
descasca
e cai
Viva e repetitiva.
Copo de mágoa
desagua
em jato
à esmo
Chora
traída
mesmo
Neusa Doretto