quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Foco




Acho que vou amanhecer
medindo o chão das minhas ilusões
porto
onde vivo
e convido
para hoje
para amanhã
ou
para um dia

Enrolada em sonhos
Eu sirvo poesia




NDoretto



3 comentários:

Mai disse...

Bem-me-quer, mal-me-quer... Amanhecer e partir mas...é claro que o sol volta... amanhã...

Abraço

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Palavras rápidas... lembranças profundas...

Passei para conhecer o seu blog e também desejar-te um feliz natal.
Que o Natal reafirme em ti a certeza:
Não somos parte do amor,
somos o próprio amor.
Que possamos envolver nossas famílias, amigos e humanidade com a força deste sentimento.

Estrelas de paz brilhem em ti.

Anderson Dias, Ander, Andermaster disse...

Bela poesia, amanhecer é sujeitar-se a alcançar seus sonhos, por vezes ilusórios, no entanto ainda sonhos. Viva, convide hoje e eternamente aquilo que mais lhe proporcione um bem-bom...demore, enrole, namore seus sonhos.

e deleite-se sobre eles. sirva-se sempre.

bjos e paz!