segunda-feira, 28 de maio de 2012

quarta-feira, 23 de maio de 2012

segunda-feira, 21 de maio de 2012

Carrinhos

Bem, eu sempre achei que carrinho de supermercado é a cara da pessoa. Você olha um e já sabe mais ou menos como vive aquela pessoa. Pelo que compra e come.  Carrinhos revelam coisas. E pessoas. Assim como o saco de lixo.  Tudo é mais palpável e visível. Sem muitos mistérios. A única incógnita é a pessoa que empurra o carrinho. Daí dá-se uma "blitz" no visual: jeans, tênis ou saia de boa moça? O semblante está leve ou tenso? Pelo ritmo do andar também sabemos o estado civil. Rapidamente?É solteira. Mulher solteira tem pressa  e sabe muito bem onde estão as cinco, seis coisas que vai comprar. E não vê a hora de pagar e ir embora, ver seu filme ou entrar na internet. A mulher casada é lenta,  compassada e pesquisa o preço, demora mais para o dinheiro render. São detalhes do cotidiano. Passe a observar, porque com certeza você está sendo observada.No mínimo,pelas mulheres casadas que morrem de inveja da sua compra despreocupada e individual. Elas adorariam estar no seu lugar. Outra coisa:  enumere os itens da sua vidinha boa e solitária e agradeça a Deus por ter um amor a cada seis meses.  Porque amar dá trabalho e gasto, além de privar você de muitas diversões. Amar também atrapalha a sua vida pessoal : "não gosto que corte o cabelo assim" " onde você estava que não ligou para mim? " ai, eu não gosto desse vinho" , " só tomo  cerveja".

 Ai,credo, lembra dessas coisinhas chatas que você engolia por amor à arte?
E você ainda reclama? 
A solidão é a oportunidade para   investir  na sua vida, porque,olhe, a fila anda.

terça-feira, 15 de maio de 2012

Do amor piegas


Sinta saudade de mim e pense mesmo como eu sou legal.
Mato as suas vontades e faço vista grossa para qualquer defeito que você tenha.
Sinta saudade. 
Feche os olhos e lembre como eu segurava a sua onda e afastava todos os seus medos. Lembre-se da exclusividade que eu lhe dava. 
Cheguei a ser fiel, intensamente sua. Chore, se descabele e conte os dias para me ver. Dormir no meu abraço e tomar café. O aroma e o tabaco,cheiro de chocolate. A fumaça do romance. Encha a sua boca de água e pense na minha.Você foi pega de surpresa.Sua pele agora está arrepiada e me deseja. Sinta saudade,eu valho a pena.
Estou vendo você  se arrumando para sair comigo. Se eu não esperar? Sinta saudade, você gosta de sofrer. Parece  que fica melhor. Ou maior, o seu amor. Assim. Com saudade.

segunda-feira, 14 de maio de 2012

Free


Nesse mundo das coisas de meu Deus,me pergunto porque não sou a menina dos olhos seus? E quando me pego piegas quero morrer. Não gosto de desejar por desejar;isso me lembra um clássico do cinema: Viver por Viver. Sentimento inútil,devastador.
Desligo meu botão de devaneios e abraço portas e janelas práticas, entradas e saídas  à minha frente. Mas quando tudo aqui me manda pra rua,vou mesmo. Hoje me distribuo em várias: sobre as rodas, sob a chuva ou dentro de uma poesia. Hoje sou rua,pernas para quem me quer,estarei aceitando doações. Carinho,então, isso cai como luva! 



terça-feira, 8 de maio de 2012