domingo, 15 de janeiro de 2012

brega



Isso da vida:
Ida, volta e vinda
Tem chão ainda , recaídas.
Quantas coisas: casas , brasas; 
Quanto amor em tudo sempre , chororô e a dor de dente.
Te amei várias vezes num ano e seis meses, na balada profunda de uma mpb: poemas, lençóis e “ vou te ver” .

Um Longa metragem na segunda parte
quase no final feliz
Faltou um triz.




Vote em brega,compulsivamente no site da tribo:
http://www.livrodatribo.com.br/texto_votar.php
Eu agradeço,
beijos
Neusa







sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Poema Póstumo


Porque pequenas que somos, não temos como não chorar a sua partida.Ficamos sem você, Rau, eu e todas as mulheres  do mundo. Porque você dava conta de nos amar a todas. Eu fui amada por você, como se eu fosse a única . Havia um poder sutil,delicado e generoso que caía da gola da sua camisa de linho branco....

Neusa Maria
6 janeiro 2011, Santo Amaro, São Paulo


quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

O meio

















Como eu começo não sei, só sei que puxo um fio de lá de dentro e a coisa vem.
Nem sempre pensada.
 É o rítmo da caminhada.  Das pegadas que a vida faz.  
A entrada e  a saída,o começo e  o fim. O sentimento é o meio. 
A emoção é o meio.
Todos esses frissons de primeira grandeza fazem parte do meio:  afeto,lembrança e as grandes marcas da vida. 
Existem pessoas que entram pela porta principal da sua vida. Que você não esquece e nem quis esquecer porque só deram prazer e alegria .Eu tive uma pessoa assim. Única. Inesquecível.
Viver é a grande aventura. Definir o seu meio de vida é fundamental. Porque o meio é tudo. 
É o que você é depois que acorda até a hora de  dormir. O  meio , a largura da vida . O luxo emocional. 
A vitrine  da padaria onde estão expostos todos os seus sonhos. Com bastante coisas no meio. 




*imagem: xenia antunes

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012