quarta-feira, 10 de novembro de 2010

In

Me ame por enquanto
Me beije por enquanto
Ilusório
Infinitamente provisório
Ofegante e repetitivo
Outra vez, mais outra
Não sei quantas
Mas por enquanto mais vezes
Hoje e daqui a pouco
esfuziante e louco 
desejo ou sorte
ou
qualquer coisa de morte

13 comentários:

Moni. disse...

Do efêmero ao eterno...

Lindeza de poema. Vida e morte, ganhos e perdas se misturam!

Perfeição!

Beijos, querida!

Mai disse...

E por enquanto se morre de amor.

Poema de urgentes fomes.

abraços

Christiane Rezende disse...

Adorei!Me lembrou algo!kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

DADO CARVALHO disse...

Adorei seu blog, Neusa. Muito bom. Não faço poesia rápida, mas gosto muito dessa modalidade. Convido-a para ver o meu POETIKA www.dadopoeta.blogspot.com. Grande abraço. Sucesso!

Mara faturi disse...

É...adorei o comentário muy pertinente d "Mai"; poema de urgentes fomes"...
Adorei! melhor morrer de amor indigesto do que de fome não é sister?? ehehe

Í.ta** disse...

há eternidade na fugacidade também.

teu poema nos mostra isto.

grande beijo!

nydia bonetti disse...

neusa, teu poema me fez lembrar este:

tão pouco o que eu queria:
amor para sempre
mesmo que fosse por um dia

sou tua seguidora faz tempo. :) abraços, nydia

Biity disse...

Ameeeeeeeeeei *-*
Esse em especial *-*
Seguindo! Beijos

valeria soares disse...

Adorei teu blog! Amei tua poesia! Estou te seguindo. Abraços e obrigada por sua visita.

valéria tarelho disse...

Florita, passadinha mega rápida para agradecer o comentário e avisar que você está participando de um sorteio lá no textura.

Beijo,
V

José Moacyr Doretto Nascimento disse...

Tia Neusa, parabéns por esse poema, de muita qualidade, simples, intenso, rítmico como o ir e vir da vida. Adorei. Mazito

Letícia Palmeira disse...

"Me beije por enquanto
Ilusório
Infinitamente provisório
Ofegante e repetitivo
Outra vez, mais outra"

Muito bom. Eu li muitas vezes e parece que vem tudo junto.

Deixo meu e-mail:

leticiapalmeira@gmail.com

Te aguardo, ok?
Bjo.

Adri Lima disse...

Neusa, adorei teu blog, esse poema em especial..'

"Me beije por enquanto
Ilusório
Infinitamente provisório
Ofegante e repetitivo
Outra vez, mais outra"

in..tenso,!!
Já sou sua seguidora e adorando te ler.
Beijos
Adriane