quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Lembrete



Um romance é breve
leve
e
o vento leva
em
bolhas
pelo infinito
Não se paga
não se deve

É gratuito.




Neusa Doretto

5 comentários:

sueli aduan disse...

Gostei muito, muito,belo poema Neusa, e o final surpreendente. (rs)
abs

Marcelo Novaes disse...

Neusa,


Soou como um lenço, vindo do alto, pousando devagar no solo.





Beijos,








Marcelo.

susannah disse...

Um romance não deve nunca nada. Um romance é uma onda no vento.

Bjs!

Cesar Póvero disse...

Missão cumprida. leve e rápido como um balão. Parabéns amiga.

lírica disse...

Lindo aqui Neusa!
Eu volto
bj
Lírica