sábado, 15 de agosto de 2009



A poesia pára com o ruído da feira
que vende o verde
oferece o fresco
dá o troco da vida.
O estômago
mais forte que o coração
chama a fome
que vai lá e come.

-Queres comer meu amor assim?_______

Um comentário:

Nydia Bonetti disse...

vim agradecer a visita, neusa. também gostei muito dos teus blogs. eu volto. :) beijos.