sábado, 15 de agosto de 2009

Balada


Rasgou.
Não costuro mais.
Visto outra roupa
para dançar o improvável.

3 comentários:

Angélica T. Almstadter disse...

Nota mil pro seu blog. Eu pensei no outro quando me escreveu. Está muito legal e as poesias suas são ótimas, eu gosto dessas curtinhas, desse seu estilo. Beijo >^:^<

"Olhos de Folha Minha" disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
"Olhos de Folha Minha" disse...

Dançar o que te espera, mas não sabes o fim dessa dança, que seja flor agarrada ao seu
pescoço dando-te sabor de beijos adocicados, açúcares que arranham, mas são de delícias, que sejam prováveis...

Gostei mesmo...a foto linda


Cintia Thome
bjus e abs 'domingueiros', rs