quinta-feira, 22 de outubro de 2009

sequência



então é assim
pelo olhar
pela voz
e pelo gesto
depois o amor
e sabes o resto




Neusa Doretto
tela: Latinar/Flickr

9 comentários:

José Carlos Brandão disse...

O resto eu não conto.
Ah, o enigma - como atrai.
O mistério - era tanto o mistério, tanto, quase cheva ao orgasmo.

Grande abraço.

Wilson Torres Nanini disse...

Ótima síntese da evolação dos santidos. Realmente não precisaria de seguir em frente. Para quem entende, um cisco é Francisco. Abraços!

AFRICA EM POESIA disse...

Bonito passar por aqui Do meu blog de poesia deixo...


O TEMPO


Este é o Tempo...
Que foge...
Que escorrega...
Que voa...
Que teima...
Em não estar...
Mas que nós...
Teimosamente...
Agarramos com força...
E não deixamos fugir...
Quando ele escapa...
Voltamos a correr...
E a segurá-lo com força!...

LILI LARANJO

uminuto disse...

poucas palavras e tanto dizem
obrigada pela visita
um beijo

sueli aduan disse...

Seu blog está lindíssimo!!!
E que belo poema, delicado/forte/erótico, gostei muito.

Gostei da tua visita no meu blog, tem um recado lá pra vc,(*leia pra poder brincar)

bjão

cristinasiqueira disse...

Oi Neusa,

Adoro o jeito curtinho de dizer.E as vezes me alongo.Estico o fio... do violino em busca do acorde que me diga em alma.E perco o fôlego pescando conchas dentro de mim.

Adorei seu espaço,seu estilo.
Venha me visitar www.cristinasiqueira.blogspot.com

Mara faturi disse...

AHHHH!!!!QUE LINDO SISTER; SIMPLES, DIRETO E ...POÉTICO;)
GRANDE BJO!

Anderson Dias, Ander, Andermaster disse...

o resto é a imensidão mais intensa da vida.

o resto é o alvo de quem quer um pouco de amor.

lindo escrito. Paz.

Poesiadeagry disse...

Cruzei-me com Ndoretto noutro espaço, bem perto deste! Esta visitinha foi rápida mas com a certeza dum regresso breve.Parabéns pelo seu blog