sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Rapidinha


O poema curto
Furto 
do
trabalho
Rápido  atalho
ao sonho :
eu posto 
eu ponho !
  













5 comentários:

MIRZE disse...

BOOMERANG!

Quando vi novidade entrei. E me dei bem.

Este dom que você e Valéria Tarelho tem, é fascinante!

Beijos

Mirze

Marcia David disse...

Rapidinho? Como roubar-te um beijo. Adoro ler-te.

valéria tarelho disse...

Alguém falou meu nome? :)

Mirze, também te curto e não é pouco [só economizo no verso].
Comentei com a Neusa que escrever esses curtinhos [ou quase] não é para todo tipo de 'público'. Nem todo mundo gosta ou compreende a imensidão que pode conter alguns versinhos, ou a sacada que há por trás das palavras. Vindo de você o elogio, fico imensamente feliz!

Grande beijo,

v

Sandra Botelho disse...

E eu do poema curto,
curto,
leio. gosto
sigo a poetiza na escrita.
Bjos achocolatados

MIRZE disse...

Valéria!

Um passarinho me contou e voltei.
para dizer que vocês dizem muito mais em poucas palavras do que muitos em ema página de poesia.

Parabéns de novo e duplo!

Beijos

Mirze