sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

iguais


Amei os amores iguais a ti
textura  e euforia. 
O dia da lembrança dorme sono profundo

Eu acordo outra
todo dia.



Neusa Doretto  



5 comentários:

Dilmar Gomes disse...

Amiga Neusa, passando por aqui para curtir o teu poema, deixar o meu abraço e desejar-te um lindo fim de semana.

Mariela Mei disse...

Você é foda!

Letícia Palmeira disse...

Este eu vou carregar "pra mim". Vou sim, Neusa.

Beijos.

Jamile Gonçalves disse...

todo dia... tudo sempre igual...
Lindo!

MIRZE disse...

Lindo, Neusa"

Beijo, poeta!

Mirze