sábado, 16 de julho de 2011

Zona de Perigo

O amor não tem critérios, não tem códigos, não tem sexo, nem escala social.
- Você mesmo: quantas vezes já se apaixonou por alguém que não tinha nada a ver com você? 
E depois se saiu com aquela famosa frase que as diferenças se atraem. Atraem nada.Você fica vivendo uma fantasia de compensação:" ela é grossa,mas é generosa;ou é generosa mas é chata". Como o cupido  pega na veia, você faz vista grossa para um monte de coisas.E vai levando porque não quer ficar sozinha.  
Outra coisa, o amor só rola se você se ama, se curte, e tem auto-estima. Agora se você é do tipo masoquista, que vive enchendo a cara porque ninguém a ama, desista meu bem. Ou então se mate de uma vez. Ninguém vai gostar de você, se estiver com bafo de onça.
O amor não está preocupado com seus problemas. 
O amor quer chegar e encontrar guarida e segurança.
O amor gosta de namorar,trocar torpedinhos,marcar encontros.
O amor não é bobo,viu, ele gosta de gente perfumada,de gente que se cuida; o amor gosta do que é bom,meu bem.




NDoretto



7 comentários:

Evandro L. Mezadri disse...

Lindo texto, Neusa!
Gostei principalmente quando você cita a auto-estima, tão importante para tudo que se faz na vida, e o amor realmente não é bobo, você está muito correta.
Grande beijo e sucesso!

MIRZE disse...

É isso aí NDORETTO!

Fico om a opção : SE MATE!

Porque esse pessoal que pensa que amar é fácil, dói.

Beijos

Mirze

Letícia Palmeira disse...

Em outras palavras...

Para amar é necessário:

Amor próprio
Ter um emprego
Ir ao dentista regularmente
Tomar porre calculado
Ter créditos no celular
E ainda saber chegar e sair.

Muita regra para um sentimento que deveria ser de graça.

Mas é assim mesmo.

Estou gostando muito desta fase prosa. Muito mesmo.

Beijo.

Batom e poesias disse...

Você disse uma grande verdade:
"O amor ama quem se ama!"

Adorei o texto.
bjcas
Rossana

Marcia David disse...

AMEI!
VI UM MONÓLOGO NO PALCO!
BRAVO!!!!
É EXATAMENTE DISSO QUE SE TRATA O AMOR.
BEIJO CARINHOSO.

Jamile de Oliveira Gonçalves disse...

Neusa, acabei de descobrir seu blog, e que satisfação! me apaixonei por um poema seu há algum tempo: 'dela' (a abandonada um dia abandona...)
Vou acompanhar seus textos por aqui agora!
beijos

Marcia David disse...

AH! O AMOR...