quarta-feira, 3 de julho de 2013

Abraço





Eu levo um tombo na rua ou um carro quase me pega. Quase eu me arrebento ou vou dessa pra outra. O susto endurece meu rosto, engrossa minha circulação. Eu  não sinto os pés de tanto nervoso. Quero chegar em casa, tirar a roupa, e perguntar pra alguém se me machuquei muito. Fico angustiada porque queria chorar para passar o medo, chorar abraçada .
É nessa hora que eu preciso de um amor, pra abrir a porta de casa e  falar: olha ,quase morri, me abraça.

Um comentário:

รяª Nathalia disse...

Isso é Muito profundo.
Ontem minha amiga entrou numa tristeza súbita, perguntei o que tinha e ela respondeu: Parece que quando a gente tem alguém, tudo na vida se resolve.
O amor transforma!
Lindo Aqui