sábado, 16 de janeiro de 2010

Opa


Hoje li várias  coisas com  "cara de pensando". Cara de pensando é quando você pensa tudo que está a fim de falar. Mas não fala. E só fica pensando. Daí parece que você está elaborando. Mas não: você está pensando tudo, tudo de uma vez só, sem muita ordem,pensando,sem roupa alguma. Também parece que você está dançando. Mas não está. Mas está de boa, à vontade. A liberdade é tanta que que você vira foto. Vira legenda.Vira texto. Fantasia. Como se andasse nua e ninguém visse. E você lá,pensando tudo na cara das pessoas. Sem palavra alguma. Porque a palavra, essa é quase o tato,quase o beijo. Quase tapa,também. A palavra é física. Opa,nem tanto. Digamos que a palavra é como pena, cócegas.Nem sempre é conveniente. Ih, dá um trabalho,hein? Bom mesmo é ler um texto divertido e incoerente . Louco,desvairado,endividado, cheio de comida e bebida. Aí,sim,é uma delicia tudo isso junto. Um texto louco, desvairado,endividado é tudo o que você pensa mas não escreve. Só pensa. Bem à vontade, sem censura. Que bom escrever assim. Um texto lubrificado , gostoso , tomando banho de óleo,   de ervas,de raios solares,oh,meu Deus,que saudade do meu sol e do meu uísque. O que será que faço com  isso? Ah quer saber? Mudo a cena. Por enquanto não vai dar. Ainda bem que você é meu amor e seu cabelo é perfumado. E sua pele é macia .E você é o meu tipo. E não preciso de mais nada .


Neusa Doretto

2 comentários:

A Moni. disse...

Neusa!

Adorei esse momento em que abriste mão da "rapidez" costumeira pra se deter um pouco mais nessa forma tão profunda de se analisar, de se ver, de se conhecer...

"A liberdade é tanta que que você vira foto. Vira legenda.Vira texto. Fantasia."

Adorei...Coisa de gente grande!

Ótima semana pra você!

Greta Marcon disse...

Bah! guria, que bom te ler... Eu fico aqui, fundindo a cuca e você chega e play!!! Concentra
tudo em poucas palavras. Não suporto poemas longos, acho um saco... Parabéns! Agora sou tua seguidora, tá ligada?
Baci da Mamma