terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Verões


























Isso
da alegria passa

sem
deixar
pegada
alguma

E o grande amor
da vida
é a pele exposta ao sol:

Doura
embeleza
descasca
e cai




Neusa Doretto

3 comentários:

Lee disse...

e renova.

Ana Paula disse...

será que um dia encontro a metade da minha laranja ? rs..

beijócas e saudades de vc

Elza Fraga disse...

Amei o poema!
Parco de versos pra tanta lição, rsrs.
Tento me racionar em palavras, falar muito em pouco espaço, mas acabo me perdendo na sinuosidade da poesia.
E quando vejo um poema assim,como este seu, tão comedido, mas tão elucidativo, explicando muito no pouco, prometo pra minha poesia que vou me esforçar mais, rsrs.
Ah, e meu grande amor da vida também dourou além do ponto, criou casquinha, escamou, e caiu no fundo do id pra nunca mais.
Bitokitas plenas de Luz e parabéns pelo blog: Lindo!