domingo, 10 de junho de 2012

bonitinho



 ( venha conhecer o meu amor.
Eu nado de encantos por você. Eles alagam meus olhos quando a vejo.
E uma camada de sons descompassados vibra logo abaixo do pescoço até meus pés; modesto gesto da paixão que me deixa plantada na sua presença.
O meu amor tem silêncio incluso e é surpresa de bala na boca.  
Quero que usufrua do que sinto,usando tudo,sem que nada fique no estoque.
Somente  pernas e estrelas_)

Um comentário:

Rosa Mattos disse...

Muito bom!!

És a prova de que a poesia pode ser rápida e ainda assim atingir profundamente o leitor.


bj*/