sábado, 12 de março de 2011

LEVE


Leve meu poema sozinho com você
Ele pode ser trem
Navio, avião também.
Leve meu poema sozinho com você.
Ele pode ser
cobertor  com   café
Virar ombro e cafuné
O meu poema sozinho é  forte
E
Crê no   amor depois da morte
Vai que dê sorte !



7 comentários:

Letícia Palmeira disse...

Eu levo teu poema junto e não arredo o pé. =)
Beijo, Neusa.

Zélia disse...

Que lindo, Neusa! Também creio no amor depois da morte e, com a minha sorte, ele vinga!

Bjo!

R.B.Côvo disse...

Se virar cafuné pra mim já está bom. rs Abraço.

Ana F. disse...

os poemas "meios de transporte" são os melhores...

bj

Anônimo disse...

Sorte nossa ler o que tu escreves!
beijos.
CImbovich

Neuzi disse...

Neusa, você é muito boa!!! Com poucas palavras diz muito. Virei sua fã. Bjus

Kiro Menezes disse...

Tomara que seja uma viajem bonita,
pra aquele mundo que não tem
a dor do ontem
a lei do "convém"!

~_~•